13x03 Patience
Data: 26/OUT.

Fotos | Promo | Sinopse

09/03/2012

Paródia Supernatural: 1x02 Neydigo.


Episódio: 02
Temporada: 01
Título do episódio: Neydigo!
Paródia Supernatural: 
Se Supernatural fosse brasileiro?

Se aproximava mais um fim de ano, então os 3 fieis amigos Didi, Faustão e Silvio Santos resolveram ir pra Amazônia, acampar. Afinal de contas, quem aguentaria outro especial do Roberto Carlos? Era uma noite tranquila, onde Didi fazia piadas sem graça, Silvio Santos fazia chapinha na sua nova peruca e Faustão tentava ao máximo não se movimentar, para não rasgar outra barraca. Até que eles ouviram um barulho. Da primeira vez era só o estômago do Faustão, resolvendo o problema após 3 marmitas de polenta. Na segunda Didi tinha deixado escapulir um vento.. eram gazes depois de comer um pouco da marmita de Faustão. Mas da terceira vez não, era um som diferente, que ia aumentando e apavorando os 3 amigos. Eles apagaram as luzes e ficaram quietos, quando Silvio Santos resolveu abrir um pouco a barraca e olhar. O grande erro. Depois disso, só gritos foram escutados.

Dean e Sam estão na estrada. Depois de Sam ver sua Smurfet preferida virar churrasquinho na lage de sua casa, e deixando seu suposto futuro pra trás, os dois seguem as coordenadas que o Xerife esfregou na cara de Dean deixando sem querer querendo uma pista sobre o pai dos irmãos. 
-Ainda tendo pesadelos com churrascarias é Sammy? - Perguntou Dean brincando, pois após o velório de Jessica, Sam não conseguia ver nada azul sem começar a chorar.
-Eu sei que você se preocupa comigo mas vamos nos preocupar com o caso?! Quer dizer, aqui só tem floresta! - Disse Sam, apontando para as coordenadas de seu pai no mapa.
-Vai ver ele quer que nós cacemos o taradã do bosque, não importa. Nós vamos descobrir.  - Disse Dean, aumentando o volume do rádio do velho Fusca.
Eles param numa “cabana” para se informarem, antes de seguirem em direção aos ataques. Descobrem que a área não passa de um terreno com mais e mais mata, seguida de uma enorme floresta.
-Vocês devem ser amigos da Valéria não é? Ela está louca porque seus amigos que estão na floresta ainda não deram notícias. Um tal de Faustão, sabem quem é? - Falou um guarda de meia idade, se aproximando deles.
-Na verdade é isso mesmo! Viemos aqui a mando da... Valéria. - Disse Dean.
Após isso, eles foram direto para casa da tal Valéria, mesmo sem saber quem era. Sam reclamando todo o caminho, dizendo que não havia sentido falar com essa garota, eles tinham que encontrar o pai.
Eles tocam a campainha, só não esperavam quem sairia de lá. Uma mulher ruiva, de maquiagem exagerada, um short pequeno e com várias meias. Devia ser a Valéria.
-Aaaaaaaaai como eu tô ocupada. Quem são vocês ? - Perguntou Valéria.
-Eu sou Dean, esse é Sam e nós somos guardas florestais. - Disse Dean, mostrando o falso distintivo. - Viemos aqui pelo desaparecimento de seus amigos.
No minuto seguinte eles estavam dentro da casa, onde conheceram Janete, que mais parecia um filhote de leão que caiu da montanha.
-E como vocês tem certeza de que seus amigos não estão pregando uma peça ou algo do tipo? - Perguntou Sam. 
-Porque eles são nossos best friends, não fariam isso. - Disse Janete.
Os Uinxester resolveram pesquisar um pouco, afinal, a alegação de Janete havia sido muito convincente, visitando a única vítima que tinha sobrevivido aos ataques. Não puderam concluir muito, pois após o ataque da criatura o sobrevivente havia ficado surdo, e não parava de cantarolar “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come..“. 
Mas uma coisa era certa, eles não podiam deixar Valéria e Janete irem a floresta sozinhas.
Chegando na floresta, Valéria e Janete já estavam lá, cercadas de malas cor de rosa. Isso tudo era preparação pra acampar ou elas estavam de mudança?
-Best friend, olha quem tá ali! - Disse Janete apontando para os Uinxester. 
-Aaaaaaaaaai como eu tô confusa! O que vocês estão fazendo aqui? - Perguntou Valéria.
-Nós viemos ajudar, não vamos deixar as duas irem sozinhas. - Disse Sam.
Eles seguiram em direção as coordenadas que João havia deixado, encontrando uma barraca totalmente despedaçada, latas de comida jogadas em volta e 3 sacos de dormir.
-Que animal pode ter feito isso? - Perguntou Janete. 
-Você a gente sabe que não foi, estava aqui o tempo todo! - Disse Valéria dando uma risada e pegando o pequeno relógio de 90 centímetos de Faustão, que estava quebrado.
-Nós vamos encontrá-los. - Disse Dean.
-Dean, posso falar com você em particular? - Perguntou Sam, enquanto os dois se afastavam daquela bagunça.
-O que será que é isso? - Perguntou Dean. 
-Não é um animal qualquer, quebrou os meios de comunicação deles primeiro, estava nos isolando. Só uma coisa pode ter feito isso... - Disse Sam. 
-Você não acha que é ele, acha? - Perguntou Dean.
-Tudo se encaixa! O isolamento porque ninguém gostava dele, o tempo desaparecido, a fuga do Mato Grosso pra cá.. Ele se tornou um monstro Dean. E agora pune as pessoas fazendo-as ouvir a sua música.
-Encontramos o Ney Mato Grosso. - Concluiu Dean.
Os Winchester arrumaram uma rápida fogueira e deixaram Janete e Valéria ao redor dela,enquanto conversavam sobre o que fariam sobre o Ney. Até que eles escutavam algo vindo na direção deles, e estava muito próximo... Dean pegou a arma na cintura ao mesmo tempo em que um homem baixinho, com uma queda crescente de cabelos e uma cara engraçada saiu dos arbustos.
-Mas que diabos?! - Gritou Dean, não sabendo se tinha se assustado mais pela aparência de comediante barato do homem ou pela forma como ele surgiu.
-Me ajudem! Eu me chamo Didi e .... - Mas no momento em que o homem começou a falar alguém interrompeu.
-AAAAAAAAAAAAAAAAI COMO EU TÔ PASSADA! Didi meu amigo! - Gritou Valéria, se jogando em Didi e derrubando-o no chão.
-Vocês se conhecem? - Perguntou Sam, também assustado com tanta animação.
-Ele é um dos nossos best friends! - Disse Janete, ficando ao lado deles.
-Mas o que aconteceu com você? - Perguntou Dean, olhando para as roupas de Didi. Parecia que ele acabava de voltar de umas compras no Exército da Salvação. 
-Eu fui atacado por um... por uma... aquilo! Cantava horrivelmente, pior do que a minha vizinha quando toma banho! - Respondeu Didi.
E cadê o Faustão? - Perguntou Valéria.
-Assim que o monstro virou eu corri, mas como a lipoaspiração que o Faustão fez é só pra ele parecer magro na TV, ele tropeçou, rolou o penhasco, caiu no rio e bateu a cabeça na pedra. Acho que ele se machucou. - Respondeu Didi, como se aquilo fosse normal.
Foi então que um grito assustador ecoou pela floresta. Dean poderia jurar que escutou um “ô loco meu”, mas achou que estava imaginando coisas, então ficou quieto. Já estava escurecendo e eles precisavam achar a toca do Ney logo, antes que a noite chegasse e as purpurinas da criatura ofuscasse a visão deles. Então os Uinxesters, Valéria, Janete e Didi começaram a andar, o que não era fácil. Janete andava igual a uma macaca, Valéria dizia “ai como eu tô cansada” a cada 5 segundos e Didi ficava contando piadinhas infames.
Você se lembra onde ficava? - Perguntou Sam já sem fôlego.
-Me lembro sim! Não fica muito longe, só temos que atravessar aquelas monatnhas, pular aquela cachoeira, nadar até aquela árvore grande e já estamos quase lá! - Disse Didi apontando para os lugares indicados.
Depois de mais 3600 segundos eles chegaram até o esconderijo do Ney, que era impossível de não se ver. Parecia um antigo antiteatro, só que tinha brilhos e purpurinas em toda parte, com um enorme tapete vermelho na entrada e setas luminosas que diziam “ entre aqui”. Como eles demoraram tanto pra achar? Enquanto Valéria e Janete se preparavam emocionalmente pra entrar e Didi tinha ido dar uma mijada, Sam e Dean foram preparar seu arsenal. O arsenal que nada mais era do que o bom Ipod do Sam com a música Carry On My Wayward Son pronta para tocar. A única coisa que poderia destruir o Ney de vez era fazer com que ele escutasse uma música boa. Dean e Sam entraram na caverna, acompanhando Janete, Valéria e Didi, que estava todo mijado por que não enxergava nada na mata. Estava muito escuro e a única iluminação que havia no lugar eram as luzes da própria caverna, que estava toda enfeitada com lanternas no teto, várias lâmpadas nas paredes e vários cartazes do próprio Ney. Eles estavam caminhando lentamente quando caíram dentro de um buraco fundo, onde encontraram ninguém menos do que Faustão. Os Uinxesters estavam se levantando após o tombo, quando Ney apareceu pra fazer seu gran finale, com luzes e muito brilho! Faminto, ele dá uma risada escandalosa e corre em direção as babuinas... Sam ainda não estava totalmente preparado para dar o play na música, então ele grita pra Faustão correr o mais rápido que conseguia. Faustão corria, mas para sair da caverna ele precisava sair daquele imenso buraco e o seu peso não ajudava. E a situação piorou quando ele ficou entalado em um buraco, sem ter ninguém para ajudá-lo. Ney dava voltas e voltas ao redor de Faustão, sempre cantando “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”. Então Sam finalmente conseguiu por a música, a música de verdade, o rock clássico! Agora ele só precisava chegar mais perto de Ney... Quanto mais ele se aproximava, mais Ney se afastava, com medo. Sam consegue chegar perto o bastante e Ney não aguenta mais, ficando arrazado e explodindo numa confusão de cores.
Valéria deu uma risada de alivio, e todos pararam pra respirar, até que Dean disse: O trabalho ainda não acabou pessoal! 
O que aconteceu? - Perguntou Sam. 
Ainda temos que tirar a rolha de poço dali. - Disse ele, apontando pra Faustão. 
Nós damos um jeito! AAAAAAAAAAAAAAAI COMO EU TÔ UINXESTER! - Falou Valéria, fazendo todos caírem na risada.

Espero que tenham gostado galera! Escrito por: @SpnTentation e @MafiaSPN!
Gostou? Então compartilhe:

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK, MUITO FODA ! "E a situação piorou quando ele ficou entalado em um buraco, sem ter ninguém para ajudá-lo. Ney dava voltas e voltas ao redor de Faustão, sempre cantando “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”." Sério, ri alto kkkkkkk muito muito bom, parabéns :3

    ResponderExcluir
  2. Maaano ri muito KKKKKKKKK
    "-Porque eles são nossos best friends, não fariam isso. - Disse Janete.
    Os Uinxester resolveram pesquisar um pouco, afinal, a alegação de Janete havia sido muito convincente, visitando a única vítima que tinha sobrevivido aos ataques. Não puderam concluir muito, pois após o ataque da criatura o sobrevivente havia ficado surdo, e não parava de cantarolar “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come..“. "
    ALOKA kkkkkkkkk' Ri demais, sério até assustei meu pai aqui #RiAlto MeoDeols KKKKK Parabéens ♥

    ResponderExcluir
  3. Gente tá perfeitamente e hilariadamente brasileiro, to adorando, postem mais!!!!

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Se correr o bicho pega se ficar o bicho come. kkkkkkkkkkk
    Cara. Está hilário! Continuem! kkkkkkkk

    ResponderExcluir

Design por: Jéssica Winchester | Ajudaram: