13x03 Patience
Data: 26/OUT.

Fotos | Promo | Sinopse

06/10/2012

Review - 8×01: We Need To Talk About Kevin.

Segue abaixo a review (revisão) do primeiro episódio da 8ª temporada de Supernatural. É review, então não preciso dizer que tá cheio de spoiler pra quem ainda não assistiu o episódio. Né? Divirtam-se:


Nova temporada, novo showrunner, nova abertura…


… E uma premiere muito boa. Fiquei bem satisfeito em ver que Supernatural soube fazer um bom uso dos ganchos deixados no final da sua fraca sétima temporada. Contando o fato de que agora temos um novo showrunner a frente dessa temporada, Jeremy Carver, que já havia trabalhado na série há alguns anos, digo que essa season premiere foi bem esperançosa. Saindo de arcos ruins que não funcionaram no ano passado, esse episódio teve até um certo clima de recomeço.

Mas primeiro tenho que dizer que teve muita coisa nessa premiere que eu já assisti antes, em temporadas passadas. Lembram-se de quando Sam ficou durante um ano no Inferno, e depois voltou e encontrou Dean “aposentado” como caçador, tendo uma vida normal? Então, é só inverter os papéis de Sam e Dean, trocar Inferno por Purgatório e temos o plot que marca o início desse oitavo ano de Supernatural.

Além disso, também já está garantido o drama básico de Dean relembrando das coisas que vivenciou no Purgatório, assim como ele e Sam já ficaram remoendo as lembranças de quando cada um deles esteve no inferno, durante a quarta e sexta temporadas, respectivamente. É só os roteiristas não exagerarem e transformarem esse drama chato igual o de quando Dean matou a Amy na temporada anterior, que está tudo bem. Afinal, acredito que será nesses flashbacks, durante os próximos episódios, que saberemos o que aconteceu com Castiel, o nosso anjo preferido.

Outro mistério bacana é Benny, o vampiro que pegou carona com Dean para sair do purgatório. Ele mesmo disse que não se pode confiar em ninguém do Purgatório, e eu mesmo não confio nele. Obviamente, pela conversa dele com Dean que encerrou o episódio, os dois tiveram que fazer alguma coisa bem drástica para sair de lá (o que, talvez, tenha Cass envolvido?), porém Benny me deu a sensação de ser mais uma Ruby. Acredito que até o final da temporada ele ficará contra os Winchester e Dean vai acabar o matando.

Outra coisa que me incomodou um pouco em Dean foi a sua reação com Sam. É incrível como, mesmo depois de um ano sem se ver, os dois já começam a se desentender em cinco minutos juntos. A cena do reencontro dos dois com água benta, bórax e facadas foi bem divertida, mas a briguinha de depois foi desnecessária. Concordo que Sam deveria ter tentando procurar por Dean pelo menos por um tempo, porque Dean faria (e já fez várias vezes) o mesmo. Porém, o que me incomoda, é que Dean sempre quis (desde a 1ª temporada), que Sam tivesse uma vida normal e blá, blá, blá e quando Sam finalmente faz isso, Dean dá o discurso que Sam deu há ele na sexta temporada sobre eles terem nascido para caçar e tal. Realmente, não dá para entender esses dois.

E falando em Sam, os flashbacks dele com o cachorro atropelado foram bem aleatórios, e sinceramente, não estou interessado para saber como estava a vida de Sam nesse ano que se passou. Todos os outros arcos parecem mais interessantes e promissores.

Kevin, que entrou às pressas na temporada passada, vai ser um elemento importante para esse oitavo ano. Uma das boas coisas que o salto temporal de um ano causou foi poder mostrar Kevin mais inteligente, maduro e sagaz. Agora sim o personagem ficou interessante. E o bom disso também é que, pelo menos nessa premiere, foi através de Kevin que Crowley ficou incluído de uma forma lógica na trama principal. Não me canso de dizer que Crowley é um dos melhores personagens de toda Supernatural, e ele merece um arco melhor do que ficar naquela aleatoriedade que ele estava durante a sétima temporada.

Por último, gosto bastante da ideia de fechar os Portões do Inferno para sempre. É uma trama simples, porém muito boa e se encaixa perfeitamente na série e é exatamente isso o que Supernatural precisa. O único problema é que pra mim, é inevitável pensar que essa seria uma trama perfeita para uma temporada final. Encerrar a série com os Portões do Inferno fechados para sempre seria excelente, porém, como tenho certeza que Supernatural irá durar 10 temporadas, talvez essa ideia tenha chegado um pouco cedo. Mesmo assim, a premiere, como já disse, foi bem esperançosa, e mostrou potencial para que tenhamos uma oitava temporada divertidíssima.

Créditos: Série Maníacos.
Gostou? Então compartilhe:

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Você derrubou a 8temporada inteira,uma coisa que percebi foi quando Sam sai da casa de Amelia com o impala, me pareceu que havia alguém de preto espreitando sua saída. Dean lavou as mãos com Castiel deixando por sua conta.
    A inversão de papeis é gritante se Dean pode ficar um ano com Lisa porque Sam não pode viver um tempo com Amelia, foi muito gay ! Dean teve uma reação possessiva ciumenta. Benny é um vampiro, agora dean e que esta sendo amiguinho de um monstro? Afinal ele dava lição de moral pra que Sam não ficar dando bola pra monstro,
    PIMENTA NOS OLHOS DOS OUTRO E REFRESCO, QUERO VER ALGUÉM FALAR MAL DELE POR VIRAR A CASACA.

    ResponderExcluir

Design por: Jéssica Winchester | Ajudaram: