13x03 Patience
Data: 26/OUT.

Fotos | Promo | Sinopse

13/02/2013

Review – 8×13: Everyone Hates Hitler.


Em ótima forma.


É muito bom ver que, mesmo após oito temporadas, Supernatural ainda pode ser criativa e inteligente quando quer. “Everyone Hates Hitler” não foi um episódio enérgico e cheio de emoções como o anterior “As Time Goes By” ou “A Little Slice Of Kevin”, mas ainda assim foi muito bom e importante para a temporada. Servindo para mostrar que a série realmente está em um bom caminho, me fez até esquecer o desenvolvimento pífio da trama principal em “Torn And Frayed”.

Dando continuidade ao arco surgido no episódio anterior, Supernatural arranjou uma forma de acrescentar ainda mais mitologias e sociedades misteriosas, tudo de uma forma coerente e interessante. A tal Iniciativa Judia e principalmente a Sociedade Thule dos necromantes foram duas idéias excelentes, que podem render muito. Sinceramente, o plot dos Homens das Letras parece estar conduzindo a história para algo muito mais interessante do que o arco das Tábuas e dos Anjos. Mas como é raro tramas desse tipo ficarem paralelas em Supernatural, acredito que aos poucos todos os arcos irão se encaixando. Talvez o surgimento dos tais Guerreiros Infernais citados por Henry no episódio passado faça isso.

A storyline de Aaron, seu avô e o Golen foi muito bem planejada e serviu como um bom paralelo para que pudéssemos entender toda a mitologia do Golen e conhecer as tais sociedades de uma forma mais ágil e sem confusões. O roteiro deixou um leque aberto para que Aaron e seu Golen retornem, e assim espero. Propositalmente ou não, eles também foram o principal alívio cômico do episódio, Aaron com toda a perseguição gay e o Golen, por ser um Golen.

O confronto entre eles e os Thule liderados por Eckhart foi muito bom. Mas me sinto obrigado a usar por Eckhart o mesmo argumento que usei para Henry no episódio passado: era um personagem interessante e não precisava ter sido morto tão rápido. Com a história dos Thule e Eckhart se mostrando um necromante poderoso, tinha certeza de que ele duraria pelo menos mais alguns episódios e então fiquei ao mesmo tempo surpreso e um pouquinho decepcionado com a morte dele. Porém, com Eckhart ou sem, só sei que quero saber mais sobre o tal livro vermelho.

Mais outra coisa bacana do episódio é a nova Batcaverna de Dean e Sam. É legal eles terem um lugar fixo pelo menos por um tempo. Porém, meu único problema é que eu tinha certeza de que quando eles chegassem no tal lugar que a chave levava, seriam atacados por diversas armadilhas anti-intrusos e coisas sinistras. Cogitei até a possibilidade de o lugar ter algum monstro, como um Wendigo, por exemplo, de guarda, e acho que foi uma falha o roteiro não pensar nisso. Mas mesmo assim essa nova casa de Sam e Dean deve render bastante coisa. Tenho certeza que nos próximos episódios vão começar a descobrir passagens secretas, cofres escondidos, artefatos sobrenaturais, segredos do passado ou coisas do tipo. Não vai fazer sentido se aquele lugar que já serviu como uma espécie de sede para alguns Homens das Letras for simplesmente um lugar comum.

PS: Gosto de ver Dean e Sam sempre ligando ou pelo menos citando personagens como Cass, Garth e Kevin. Em temporadas anteriores, ficávamos sem notícias de vários personagens recorrentes por episódios e episódios.

PS 2: O flashback de Belarus, em 1944, foi excelente. Melhor cena do episódio todo.

Gostou? Então compartilhe:

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário

Postar um comentário

Design por: Jéssica Winchester | Ajudaram: